domingo, 3 de outubro de 2010

#Delíryos | Romance de la luna



Ao som de castanholas que estalavam baixinho, eu flutuava na névoa multicor do dancing quando ela surgiu e me enjaulou em suas retinas, negramente emolduradas. Um trago mais forte e uma sufocante fumaceira realçaram no meu rosto sombrio o apetite que aquela entidade flamenca, envolta em sedas rubras, despertara no meu peito embebido de fugazes emoções.

Ela, olimpiana, delineando os primeiros passos, incandesceu o olhar devorador da horda de muares que respirava cada gesto do seu corpo, que sexualizava com o timbre sôfrego de Camarón. Mas foi no desvanecer das luzes do abismal cabaré, e no latejar de gozo musical do meu membro rígido, que naquela noite, à luz da lua, ela fez a sua melhor performance.






Foto: SXC
Share |

2 comentários:

  1. A caminho da sensualidade.
    Mui caliente.
    :)

    ResponderExcluir
  2. Uau,

    térmico e corpóreo, letras em riste, gozo pronto!

    adorei, mesmo, muito...tudo, todo, inteiro!!!

    Beijos


    Giselle Zamboni

    ResponderExcluir