terça-feira, 7 de abril de 2009

Amy


Sou apaixonado por música, e faço questão de escancarar esta paixão para o mundo. Cada fase da minha vida eu vivo um momento de eufórico fanatismo por algum artista da música. Desta vez escolhi Amy Winehouse. Já sei tudo sobre as canções da incendiária diva pop, e mais: estou viajando na 'montanha-russa' que é a vida desta mulher, como definiu o biógrafo da moça, Chas Newkvy-Burden (assim que eu conseguir finalizar a leitura - sim, porque eu estou conciliando com mais uma dezena de livros - postarei algumas curiosidades sobre este furacão inglês).

Me and Mr. Jones, 15º faixa do segundo álbum de Amy - Back to Black - pela composição instrumental, é a minha preferida. A letra é praticamente um momento de possessão - a cantora de talento invulgar, por repetidas vezes, deixa bem claro: "Ninguém fica entre eu e meu homem". No entanto, além do voluptuoso timbre de Winehouse, a musicalidade e os arranjos, que lembram os hits dos anos 40 e 50, uma composição totalmente Dinah Washington, são os ingredientes mais deliciosos da grande obra poética da inglesinha polêmica.


A versão ao vivo é ainda mais extasiante (tiraram a incorporação (código HTML) do You Tube, portanto, cliquem aqui e se deliciem!). Bem, eu volto a falar ou escrever sobre a moça!


Share |

Nenhum comentário:

Postar um comentário