quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

#Delíryos | Tudo parece óbvio demais

Neste natal brasileiro, a popularidade do Papai Noel, sem dúvidas, aterrissou. O motivo para a queda no 'ibope' do bom velhinho? A chegada de Madonna às terras brasileiras. Quer mais?

Não se fala em outra pessoa. Mesmo aqueles que não morrem de amores pela 'diva' (tipo eu), ficam tentados a ler pelo menos alguma notinha narrando mais uma excentricidade da moça. E não passam vontade. A 'rainha' tem espaço cativo em jornais, revistas, páginas virtuais, rádio e noticiários televisivos. Ela é mesmo 'poderosa', não é?

Apesar da curiosidade, confesso: não aguento mais. Porém, acho que não vou mais abrir essa boca que Deus me deu para falar mal da pop star. O motivo? Além de não querer dar mais audiência à 'divindade', também não quero apanhar - porque isso quase aconteceu em todas as vezes que ousei esbravejar contra a 'deusa'. Descer a lenha na Madonna perto de algum fã enlouquecido (porque todos são - direito deles) pode ser arriscado. Mas vou falar a última: a mulher está - com perdão da expressão - "cagando e andando" para o mundo, enquanto o mundo se contorce em cólicas pela cantora de 'Like a Virgin'. Nem quero entender. Será que eu sou o único chato?


Bem, mas voltando à abordagem que os meios de comunicação estão fazendo da loira fenomenal, hoje a Nina Lemos publicou um texto fantástico no Folha de S.Paulo - "Tudo parece óbvio demais" - (vale a pena ler).

Nina, não te conheço, nunca de vi, mas sou seu fã (daqueles que se contorcem, sabe?). Agora vou falar a última de verdade: a Madonna é mesmo muito 'careta', como você a descreveu em sua crônica. Ah, desculpe-me pelo roubo do título.
Share |

Nenhum comentário:

Postar um comentário